Rio de Janeiro deve receber 500 mil visitantes

  • Icon instagram_blue
  • Icon youtube_blue
  • Icon x_blue
  • Icon facebook_blue
  • Icon google_blue

Área de segurança receberá o segundo maior investimento do Pan 2007

POR Redação SRzd05/06/2006|4 min de leitura

Rio de Janeiro deve receber 500 mil visitantes
| Siga-nos Google News

Daqui a cerca de um ano, mais precisamente em julho de 2007, 500 mil pessoas irão desembarcar no Rio de Janeiro. É um número expressivo, se levarmos em conta que elas passarão pela cidade em apenas 16 dias. Os visitantes, entre turistas e delegações esportivas, chegarão ao Rio entre 13 e 29 de julho para os Jogos Pan-Americanos Rio 2007. A estimativa é do governo federal.

Para atrair tanta gente e chamar a atenção do turista estrangeiro para o megaevento esportivo no Rio de Janeiro, o Ministério do Turismo começa a atuar em diversas áreas no exterior para vender a boa imagem da cidade e do Brasil lá fora.

Os grandes eventos de negócios estão na mira do governo, principalmente feiras e congressos no continente americano. A imagem positiva do Rio de Janeiro foi divulgada recentemente em estandes montados em quatro feiras no exterior: em Buenos Aires, na Argentina; Santiago, no Chile; Lima, no Peru; e Cidade do México, no México. Outros eventos deverão levar a marca do Brasil até 2007, segundo informações da secretaria-executiva criada especialmente para o PAN 2007.

‘O que estamos fazendo já uma espécie de vestibular para a realização de uma Copa do Mundo, das Olimpíadas ou de outros eventos esportivos internacionais de grande porte. Temos várias estratégias, desde trabalhar bem o conteúdo das cerimônias de abertura, dos eventos de premiação e encerramento, até mostrar o lado cultural do Brasil. Queremos mostrar que o Brasil é um país modernoâ?, revela o secretário-executivo para os Jogos Pan-Americanos de 2007, Ricardo Leyser.

Segurança

Garantir a segurança é certamente o maior desafio enfrentado pelas autoridades públicas num evento internacional de grande porte como os jogos Pan-americanos, principalmente numa cidade marcada pela violência, com lamentáveis acontecimentos de repercussão internacional, como a chacina na Baixada Fluminense, no ano passado.

Mas o governo federal promete transformar a cidade num ambiente totalmente seguro para a chegada de turistas e atletas durante o PAN 2007. Para isso, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) firmará uma parceria com os principais hotéis do Rio. A idéia é trocar informações sobre a chegada de hóspedes estrangeiros, como forma de prevenir possíveis ações terroristas. A agência está acompanhando ainda possíveis planos de greves em serviços estratégicos, como os das áreas de transportes e saúde durante o evento.

Além disso, de acordo com o secretário-executivo para o Pan, Ricardo Leyser, a Secretaria Nacional de Segurança Pública vai repassar R$ 385 milhões do orçamento do Ministério da Justiça ao Rio de Janeiro para equipar as polícias civil e militar do estado.

‘A área de segurança receberá o segundo maior investimento no Pan, ficando atrás apenas dos investimentos na área esportiva. Vamos comprar 26 aeronaves para a cidade do Rio durante os jogos, principalmente helicópteros usados no policiamento das regiões em que houver competições. Iremos também aumentar o número de câmeras que monitoram as vias públicas de 250 para 600â?, diz Leyser, entusiasmado.

Ele garante que os impasses entre os governos federal e estadual do Rio estão superadas quando o assunto é Pan. Mas vale lembrar que recentemente a governadora Rosinha Matheus e o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, tiveram divergências em público sobre a necessidade ou não de reforço de tropas federais no policiamento do estado.

Treinamento

Milhares de profissionais que trabalham com turismo já começam a receber treinamento especial para prestar bom atendimento aos nossos visitantes. O Senac Rio, por exemplo, promove cursos de qualificação para profissionais que atuam na linha de frente com o turista, como motoristas de táxis, camareiras, garçons e recepcionistas.

Até quem não tinha contato com turista vai poder aproveitar a oportunidade durante o Pan 2007. O projeto Guias Cívicos já começou a treinar jovens de comunidades carentes para atuarem como guias turísticos e prestar qualquer tipo de auxílio aos visitantes. Serão entre 10 e 15 mil jovens, que receberão aulas de língua estrangeira como inglês e espanhol, além de aulas com noções de turismo e hotelaria promovidas pelo Sesi-RJ.

Imagem do Brasil

Os atletas participantes dos jogos e as delegações técnicas, que ficarão hospedados na Vila Pan-americana, um condomínio em construção na Barra da Tijuca, respirarão o Brasil até na hora em que estiverem descansando das partidas. Na área de lazer da Vila, por onde circularão cerca de 7.500 pessoas de todo o mundo, serão expostas dezenas de fotografias com as belezas do país, como imagens das praias e das matas.

Ao todo, os Jogos Panamericanos 2007 receberão investimento de R$ 1, 3 bilhões entre investimentos diretos do orçamento da União, financiamentos da Caixa Econômica Federal e da Petrobrás.

Notícias Relacionadas

Ver tudo