Milton Leite é reeleito presidente da Câmara Municipal de São Paulo

  • Icon instagram_blue
  • Icon youtube_blue
  • Icon x_blue
  • Icon facebook_blue
  • Icon google_blue

Com 49 votos favoráveis, a Câmara Municipal de São Paulo reelegeu, na manhã desta quarta-feira (15), o vereador Milton Leite, do DEM, como presidente do Legislativo paulistano. Ele estará à frente dos trabalhos da Casa ao longo de 2022. O concorrente, vereador Celso Giannazi, do PSOL, recebeu 6 votos. O presidente reeleito fez um breve […]

POR Redação SRzd15/12/2021|2 min de leitura

Milton Leite é reeleito presidente da Câmara Municipal de São Paulo

Milton Leite. Foto: André Bueno/Rede Câmara

| Siga-nos Google News

Com 49 votos favoráveis, a Câmara Municipal de São Paulo reelegeu, na manhã desta quarta-feira (15), o vereador Milton Leite, do DEM, como presidente do Legislativo paulistano. Ele estará à frente dos trabalhos da Casa ao longo de 2022. O concorrente, vereador Celso Giannazi, do PSOL, recebeu 6 votos.

O presidente reeleito fez um breve agradecimento após a votação.

“Eu quero agradecer a todos, senhoras e senhores vereadores, que votaram em mim. O meu respeito à bancada do PSOL, com a qual eu mantenho uma excelente relação. E quero manter, nesse próximo ano de 2021, que possamos trabalhar em favor dessa cidade, em favor do Parlamento, aquilo tudo que for possível. E as dificuldades, estaremos superando juntos. Nós temos que acreditar que o diálogo é possível, isso é o mais importante”, destacou Leite.

Perfil

O vereador Milton Leite tem 65 anos e ocupa uma cadeira na Câmara Municipal de São Paulo desde 1997. Este é o sétimo mandato consecutivo do parlamentar, que foi reeleito para esta legislatura com 132.716 votos. Leite presidiu o Legislativo paulistano entre 2017 e 2018 e voltou a ocupar o cargo em 2021.

Atribuições do presidente

O presidente da Câmara Municipal de São Paulo tem entre as principais funções manter a ordem dos trabalhos legislativos, dar publicidade aos Atos da Casa e zelar pelo cumprimento do Regimento Interno.

Também é de competência do presidente da Casa anunciar e convocar as sessões plenárias e as reuniões da Mesa Diretora, dar posse aos vereadores e suplentes, além de exercer a chefia do Executivo Municipal, em casos específicos previstos na lei.

Com 49 votos favoráveis, a Câmara Municipal de São Paulo reelegeu, na manhã desta quarta-feira (15), o vereador Milton Leite, do DEM, como presidente do Legislativo paulistano. Ele estará à frente dos trabalhos da Casa ao longo de 2022. O concorrente, vereador Celso Giannazi, do PSOL, recebeu 6 votos.

O presidente reeleito fez um breve agradecimento após a votação.

“Eu quero agradecer a todos, senhoras e senhores vereadores, que votaram em mim. O meu respeito à bancada do PSOL, com a qual eu mantenho uma excelente relação. E quero manter, nesse próximo ano de 2021, que possamos trabalhar em favor dessa cidade, em favor do Parlamento, aquilo tudo que for possível. E as dificuldades, estaremos superando juntos. Nós temos que acreditar que o diálogo é possível, isso é o mais importante”, destacou Leite.

Perfil

O vereador Milton Leite tem 65 anos e ocupa uma cadeira na Câmara Municipal de São Paulo desde 1997. Este é o sétimo mandato consecutivo do parlamentar, que foi reeleito para esta legislatura com 132.716 votos. Leite presidiu o Legislativo paulistano entre 2017 e 2018 e voltou a ocupar o cargo em 2021.

Atribuições do presidente

O presidente da Câmara Municipal de São Paulo tem entre as principais funções manter a ordem dos trabalhos legislativos, dar publicidade aos Atos da Casa e zelar pelo cumprimento do Regimento Interno.

Também é de competência do presidente da Casa anunciar e convocar as sessões plenárias e as reuniões da Mesa Diretora, dar posse aos vereadores e suplentes, além de exercer a chefia do Executivo Municipal, em casos específicos previstos na lei.

Notícias Relacionadas

Ver tudo
Abin espionou autoridades do Judiciário, do Legislativo e jornalistas; veja nomes

Investigação da Policia Federal aponta que agentes lotados na Agência Brasileira de Inteligência (Abin) utilizaram ferramentas de espionagem adquiridas pelo órgão para monitorar os movimentos de autoridades do Judiciário, do Legislativo e da Receita Federal, além de personalidades públicas, como jornalistas. Os atos irregulares teriam ocorrido durante o governo de Jair Bolsonaro. O resultado das […]

Abin espionou autoridades do Judiciário, do Legislativo e jornalistas; veja nomes

8 min de leitura