Quem é Tranca Rua, que gerou polêmica entre Ludmilla e Martinho da Vila?

  • Icon instagram_blue
  • Icon youtube_blue
  • Icon x_blue
  • Icon facebook_blue
  • Icon google_blue

Tranca Rua. O termo ficou em evidência nos últimos dias nas redes sociais após a frase “Só Jesus expulsa o Tranca Rua das pessoas” ser exibida durante no telão de um show da cantora Ludmilla no Festival Coachella, nos Estados Unidos e desencadear muitos comentários polêmicos. A artista, que é evangélica, foi acusada de intolerância […]

POR Redação SRzd30/04/2024|4 min de leitura

Quem é Tranca Rua, que gerou polêmica entre Ludmilla e Martinho da Vila?
| Siga-nos Google News

Tranca Rua. O termo ficou em evidência nos últimos dias nas redes sociais após a frase “Só Jesus expulsa o Tranca Rua das pessoas” ser exibida durante no telão de um show da cantora Ludmilla no Festival Coachella, nos Estados Unidos e desencadear muitos comentários polêmicos.

A artista, que é evangélica, foi acusada de intolerância religiosa, se defendeu e acabou sendo processada pelo deputado estadual Átila Nunes, do PSD. O parlamentar informou que protocolou uma denúncia junto ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) solicitando a retirada do trecho, sob o argumento de que se tratava de “um preconceito contra as religiões de matriz africana”.

“Tiraram do contexto uma das imagens do vídeo do telão do show em ‘Rainha da Favela’, que traz diversos registros de espaços e realidades nos quais eu cresci e vivi por muitos anos, querendo reescrever o significado deles e me colocando em uma posição que é completamente contrária a minha”, explicou ela em um trecho do comunicado compartilhado para seus seguidores na web.

Quem também criticou Ludmilla foi Martinho da Vila. Aos 86 anos, o sambista, que prepara um novo álbum, disse em entrevista à Veja: “Ludmilla não entende muito desse assunto de religiões africanas”.

Afinal, quem é Tranca Rua?

Entidade citada pela umbanda, candomblé e em outras religiões com raízes africanas, é considerada um dos Exus mais importantes e poderosos, sendo protetora e uma espécie de guardião dos caminhos.

Representado pelas cores branco, preto e vermelho, podendo também ser azul ou roxo, e geralmente é representado também com um tridente, é frequentemente invocado para questões relacionadas à proteção, abertura de caminhos, negócios e questões materiais.

Seu significado nada tem a ver com o diabo. Ao SRzd, Pai Toninho de Xangô, dirigente do Centro de Umbanda Pai Joaquim da Angola, explicou que o Tranca Rua é representado pelas cores branco, preto e vermelho, e que, ao longo do tempo, foi associado, equivocadamente, a figuras consideradas maligna por essas crenças.

“É uma entidade de luz. Toda criação de Deus só pode ser do bem. É uma tremenda ignorância associar o Tranca Rua ou Exú. Ele está relacionado ao bem, ao amor, a proteção e a justiça. A Umbanda sempre vai ter essa missão de elevar o nome desta entidade sempre para o bem”, disse Pai Toninho de Xangô.

Assista:

Notícias Relacionadas

Ver tudo