ESPORTE: Campeonato brasileiro, Itália e Seleção Brasileira

  • Icon instagram_blue
  • Icon youtube_blue
  • Icon x_blue
  • Icon facebook_blue
  • Icon google_blue

Fabio Azevedo fala sobre o que está rolando no mundo do futebol.

POR Redação SRzd14/07/2006|2 min de leitura

ESPORTE: Campeonato brasileiro, Itália e Seleção Brasileira
| Siga-nos Google News

Aperitivo estragado

Vasco e Flamengo deixaram suas torcidas desanimadas. Os dois times foram goleados às vésperas da final da Copa do Brasil, que acontece na quarta-feira. Eles demonstraram o quanto o setor defensivo é frágil. Foram falhas bisonhas. Se os jogos eram para ser um aperitivo, pode-se dizer que estava estragado e caiu mal.

A diretoria do Vasco resolveu apresentar uma novidade ao torcedor: o atacante Jean, ex-Flamengo. Será que agora os problemas do clube de São Januário acabaram?

Justiça italiana

O tribunal italiano bateu o martelo e rebaixou à série B a Juventus, Lazio e Fiorentina. Tudo em virtude do escândalo da arbitragem e manipulação de resultados no campeonato nacional.

Os campeões do mundo, Buffon, Zambrotta, Cannavaro, Camoranesi, Del Piero, Peruzzi, Oddo e Toni terão que disputar a segundona italiana. Além do brasileiro Émerson, que atua na Juventus.

Por enquanto, só Del Piero mostrou que tem amor ao clube e afirmou que vai continuar na Juventus. O Milan, dos brasileiros Dida, Cafu, Serginho e Kaká, perdeu 44 pontos, mas fica na série A.

E pensar que, no Brasil, tudo acabou em pizza no ano passado. O Edílson Pereira de Carvalho foi pego em um grande escândalo de arbitragem com apostadores e a máfia do apito não deu em nada. Que vergonha! A Itália deu mais um exemplo de justiça dentro e fora de campo.

Bola da vez

O técnico Paulo Autuori, que dirige o Kashima Antlers (Japão), é o nome mais cotado para assumir a seleção brasileira. Após a recusa de Scolari, que preferiu permanecer em Portugal por mais dois anos, Autuori, campeão mundial com o São Paulo, é a bola da vez.

Com o perfil parecido com o de Carlos Alberto Parreira, ele ganha força nos corredores da CBF. Caso não dê certo, Abel Braga é o próximo.

Notícias Relacionadas

Ver tudo