NACIONAL: Água doce para todos

  • Icon instagram_blue
  • Icon youtube_blue
  • Icon x_blue
  • Icon facebook_blue
  • Icon google_blue

Investimento de R$ 6 milhões do BNDES deve expandir projeto de recuperação de água salgada para dez estados.

POR Redação SRzd10/08/2006|3 min de leitura

NACIONAL: Água doce para todos
| Siga-nos Google News

O governo federal pretende investir R$ 6 milhões para duplicar o número de estados brasileiros beneficiados por um projeto que trata águas subterrâneas de maneira a torná-las próprias ao consumo humano. A estratégia é investir R$ 6 milhões no processo, com prioridade para as localidades de menor IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, uma adaptação do IDH aos indicadores regionais brasileiros, feita pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento/ PNUD e outros parceiros). As taxas de mortalidade infantil e os problemas provenientes da falta de chuva de cada área também serão levados em conta.

O projeto chama-se Água Doce e é fruto de uma parceria entre a Secretaria Nacional de Recursos Hídricos do Ministério do Meio Ambiente e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ele consiste na instalação e recuperação de dessanilizadores, usados no aproveitamento de águas subterrâneas com alto teor de sal para o consumo humano. Hoje, o programa atende 60 regiões de cinco Estados. O objetivo é aumentar esse número para dez.

“Buscamos privilegiar os lugares com menor IDH. Utilizaremos outros critérios também, como os índices de pluviometria. São necessários cinco litros de água por dia para atender as necessidades de uma pessoa. Onde isso não ocorre, levaremos o dessalinizador”, afirma a técnica especializada da Secretaria de Recursos Hídricos, Regina Generino. “As regiões onde morrem mais crianças também receberão maior atenção entre as possíveis áreas de atuação do programa”.

Além de tratar a água subterrânea, o dessalinizador permite que a parte não utilizada, chamada de concentrado, seja usada na produção de peixes e na irrigação de plantas para alimentação animal. Há no Brasil aproximadamente dois mil dessalinizadores instalados, 60% deles desativados, segundo a Secretaria de Recursos Hídricos. A proposta do Água Doce é recuperar 1.500 desses equipamentos e criar estruturas para o funcionamento de mais cinco mil. “A idéia é que, com o tempo, as próprias comunidades passem a gerir o processo de dessalinização. Antes, quando o equipamento era instalado, não havia ninguém para cuidar. O Água Doce prevê o treinamento de pessoas para a manutenção da obra”, destaca Regina. O treinamento deve ser realizado em parceria com a Universidade Federal de Campina Grande.

Em Alagoas e Sergipe, o programa já funciona com o apoio da Petrobrás. Na Paraíba, o auxílio parte da Fundação Banco do Brasil. O Água Doce atende ainda Pernambuco e Bahia.

* Especial para o site do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento/ PNUD Brasil

Notícias Relacionadas

Ver tudo
Não categorizado
Dermatologista alerta para cuidados com o sol

Para se proteger do sol, o dermatologista Murilo Drummond, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica alguns cuidados que as pessoas devem ter, seja no sol quente do verão quanto em outras épocas. Como se proteger A forma correta de se proteger dos danos dos raios solares é a aplicação diária do filtro solar, faça chuva ou […]

Dermatologista alerta para cuidados com o sol

2 min de leitura

Não categorizado
Cientistas estudam inativação do vírus da Zika

Pesquisadores do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), estudam a inativação do vírus da Zika como um possível caminho para o desenvolvimento de uma vacina contra a doença. Ainda em fase inicial, a pesquisa foi um dos estudos sobre arboviroses apresentados durante um seminário que reuniu […]

Cientistas estudam inativação do vírus da Zika

3 min de leitura

Não categorizado
Médico questiona ligação entre miopia e falta de sol

A miopia, dificuldade de enxergar à distância, uma das alterações oculares que mais cresce no mundo, pode ser combatida entre adultos pela maior exposição à radiação UV (ultravioleta) emitida pelo sol durante a adolescência e juventude. Esta é a principal conclusão de uma pesquisa inédita que acaba de ser publicada no renomado periódico “Jama Ophthalmology”. […]

Médico questiona ligação entre miopia e falta de sol

4 min de leitura

Não categorizado
Mude seu cardápio para deixar o coração mais saudável

A busca por uma alimentação equilibrada geralmente traz dúvidas sobre quais alimentos devem ser consumidos com maior frequência ou não. Os óleos vegetais e seus derivados, como o creme vegetal, por exemplo, podem ser grandes aliados dentro de um estilo de vida saudável. Em sua composição são encontrados nutrientes essenciais de que o corpo necessita, […]

Mude seu cardápio para deixar o coração mais saudável

3 min de leitura